sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O motor

John DeLorean tinha planejado inicialmente para o DMC-12 usar um motor transvesal central Citröen (acho que do modelo CX) com 4 cilindros e 102 cv. O chefão da Lotus e supervisor do projeto do chassi, Colin Chapman, achou esse motor muito fraco, e então John DeLorean escolheu o PRV-V6. Esse motor era fruto de uma parceria entre a Peugeot, Renault e Volvo (daí o nome PRV).
Com excessão dos cabeçotes (com 2 válvulas por cilindros e fluxo cruzado), que foram projetados pela Volvo, todo o motor fora projetado pelos franceses. O motor todo era fabricado na França, na unidade de Douvrin.
O motor do DMC-12 erao PRV ZNJ-154, um V6 à 90° com 12 válvulas (1 comando de válvulas para cada bancada de cilindros, acionados por correntes), 2849 cm³ e 140 cv, refrigerado à água. Era equipado com ignição eletrônica e sistema de injeção contínua de combustível (C.I.S. em inglês) Bosch K-Jetronic. É construído em liga de alumínio fundido em molde
O motor localiza-se na traseira do veículo, como nos Porsche, Fusca e  alguns Alpine-Renault (esportivos franceses que usavam o mesmo motor PRV)., e não em posição central como no protótipo.


Vista "explodida" do motor

O desempenho dele é, para muitos, fraco. A velocidade máxima estimada é de 200 kmh, faz de 0 a 100 km/h em 9s. O consumo urbano de combustível é de 7,8 km/l e rodoviário de 12,5 km/l.

Outros carros que usaram o motor PRV:

Alpine A310/A610/GT
Citroën XM
Dodge Monaco
Eagle Premier
Lancia Thema
Peugeot 504 Coupé/504 Cabriolet/505/604/605
Renault 25/30/Espace/Laguna/Safrane
Talbot Tagora
Volvo 260/760 GLE/780
Venturi Atlantique

Alguns vídeos onde se podem ouvir o som do motor do DeLorean (diga-se de passagem, um lindo som!)





Esse é um dos melhores: umas voltas no circuito de Sturup, na Suécia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário